O Que Líderes Podem Aprender Com Os Soldados Mais Resistentes do Mundo

Fazia 37 graus em um dos dias mais quentes do ano. As árvores próximas ao invés de ajudarem com a sombra, trancavam o vento e tornava aquela área num grande forno natural. Não é à toa que é chamado de “inferno verde” pelos candidatos.

De repente as folhas se agitam e um homem sai cambaleando. Roupa militar, mochila e fuzil, ele mostrava sinais claros de fadiga. Caminhava com esforço, como se embriagado pelo cansaço.

“Aqui estão suas coordenadas. Você tem 5 minutos. Contando!” grita o supervisor, sujeito grande, tatuado e com uma cara nada amigável. O homem senta e olha para a folha de papel, como se não conseguisse raciocinar o suficiente para entender seu conteúdo. Mas ele pega um lápis e começa a fazer cálculos.

Em minutos, ele termina. E descobre que o seu próximo ponto de parada está a quilômetros de distância. Sem comer ou dormir há dias, ele sabe que terá que nadar, rastejar na lama e escalar em seu trajeto.

Em vez de perder tempo reclamando, ele se levanta e começa a se arrastar, e some no outro lado do vale.

O que está acontecendo? Essa é uma cena comum no treinamento dos fuzileiros navais americanos. Todos os anos, milhares se inscrevem para se juntar à elite das forças armadas dos EUA. Mas poucos conseguem chegar no final do treinamento, que é considerado por muitos um dos mais exigentes do mundo. Mente, corpo e alma são testados até limites sobre-humanos, e somente os melhores são aprovados.

O que leva as pessoas a enfrentarem esses desafios? Certamente, não é o salário ou os benefícios. E, certamente, não é pelas condições paradisíacas do trabalho. O que será então?

Empreendedores, assim como estes fuzileiros, são guerreiros que não querem o conforto. Buscam fazer a diferença.

Seguem 3 lições importantes que empreendedores e líderes podem aprender com estes homens e mulheres que vencem o que parece invencível.

1. O Treino Precisa Ser Pior Que a Batalha

Na hora da batalha, é muito fácil perder o controle. Fumaça, tiros, gritos podem tirar facilmente a concentração. E um soldado que para de raciocinar, vira alvo fácil.

Por isso, os treinos dos fuzileiros são desenvolvidos para mexer com os maiores limites e medos das pessoas. Não é para ser uma versão infantilizada, mas sim uma simulação de situações de tensão que buscam ser até superiores ao que o soldado médio vai enfrentar.

Como empreendedores, muitas vezes nos acostumamos a lutar muito e treinar pouco. Clientes, impostos, fornecedores, causas trabalhistas. Passamos muito tempo agarrados à nossa capacidade de apagar incêndios, e muito pouco tempo aumentando essa capacidade.

“Nossa, a correria está grande” é a frase clássica do empreendedor brasileiro. Quando ele tira tempo para treinar como ser melhor empresário, líder ou gerente? Ele se torna um especialista em “se virar nos 30”, apenas sobrevivendo, ao invés de crescer seu negócio.

2. Use a Regra dos 40%

Os fuzileiros navais têm uma regra que repetem até virar segunda natureza: “Quando achar que está no seu limite máximo, você ainda tem 40% de energia. Não deixe o corpo mandar na mente”.

Abrir e crescer um negócio exige um esforço incomparavelmente maior do que ter um emprego. Você nunca se desliga. Sua mente trabalha mesmo enquanto dorme. Muitas pessoas não acreditam que conseguem “dar mais um passo”.

Quando você sentir que está no seu limite, pense como os fuzileiros: você ainda tem 40% de energia.

Novas ideias, novas soluções, novos argumentos, novas alternativas ainda podem surgir se você pagar o preço. Todo grande empreendedor tem centenas de histórias de horror para contar, e cicatrizes de guerra para mostrar. Mas eles não pararam e você também pode ir além.

3. Soldados Só Dão a Vida Se Acreditam Na Causa

Fuzileiros são constantemente lembrados de suas famílias e pessoas próximas que ficaram em casa. Pessoas por quem eles estão lutando, por sua liberdade e por suas vidas. A Marinha tem um gigantesco sistema de logística para trazer cartas e presentes de familiares até o campo de batalha, pois sabe que um soldado motivado vale por 5 soldados desacreditados.

Na sua empresa, você vende a causa da sua luta para a equipe? Seus funcionários sabem o real motivo de irem trabalhar todos os dias e dar o seu melhor? Seu parceiros e clientes sabem com clareza que seu negócio não visa somente lucros, mas que torna o mundo um lugar melhor?

Crie maneiras de relembrar sua equipe do impacto de seu trabalho.

Depoimentos, frases e emails de clientes podem fazer uma diferença gigantesca na hora de acender a chama da causa no coração daqueles que vão à guerra por sua causa.

Praticamente TODOS os grandes empreendedores que mudaram o mundo e nos inspiram com seu trabalho aplicam essas 3 dicas. Dicas aprendidas com os homens e mulheres que colocam seu senso de dever acima de suas necessidades pessoais e assim fazem o que parece impossível.

Empreendedores fazem o impossível todos os dias.

Espero que essas dicas possam ajudar você nesta batalha de tornar o mundo um lugar mais rico, confortável e seguro para todos nós.

 

Fonte: https://www.linkedin.com/pulse/o-que-l%C3%ADderes-podem-aprender-com-os-soldados-mais-do-mundo-superti/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: